• SESI/MT
  • SENAI/MT
  • IEL/MT
  • Sistema FIEMT
Voltar

Sesi oferta mais de 800 vagas gratuitas para EJA profissionalizante

11/03/2020 - 16h19

Determinada a concluir os estudos e cursar enfermagem, a empregada doméstica Alessandra Monteiro, 33 anos, vislumbrou no curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Serviço Social da Indústria (Sesi MT) a oportunidade de ensino e resgate de conhecimentos.

Natural de Rolim de Moura (RO), a jovem se casou aos 14 anos e logo engravidou do seu primeiro filho, Wesley Henrique. aos 17 anos, ela se mudou para Várzea Grande e nesta mesma época se viu obrigada a abandonar os estudos para se dedicar à família e ao lar. Mas o sonho de se preparar para o trabalho, de ter autonomia e de se dar bem profissionalmente nunca foi abandonado.

No ano passado, com o filho mais velho completando 18 anos e a mais nova com 8, a mãe dedicada, que além de atuar como doméstica, vende cosméticos para complementar a renda familiar, foi em busca da realização do sonho e procurou a unidade do Sesi em Várzea Grande para retomar os estudos.

“Escolhi o Sesi porque lá encontrei horários que se encaixavam  aos meus horários vagos, poderia estudar em casa e ir à escola somente para tirar dúvida e fazer as provas. Mas principalmente porque era um curso totalmente  gratuito”, declara. Após meses de dedicação, ela acaba de concluir o Ensino Médio e já está em busca das novas oportunidades.

Para quem quer, assim como Alessandra, se preparar para o mercado de trabalho e se qualificar, o Sesi MT abriu 890 vagas gratuitas para novas turmas de EJA Profissionalizante. Interessados devem procurar uma das unidades da instituição para realizar a matrícula até ó dia 15 de abril. O início das aulas está previsto para o dia 20 do mesmo mês.

As vagas estão distribuídas em Cáceres (250), Sinop (220), Rondonópolis (200) e Várzea Grande (220). As inscrições estão disponíveis para toda a comunidade, com prioridade para quem é da indústria. A idade mínima para realizar a matrícula é de 18 anos.

Nesta modalidade de ensino, os estudantes podem se formar no Ensino Médio e escolher de forma gratuita um curso profissionalizante nas áreas de interesse, que devem ser verificadas em cada unidade. “Este é um dos diferenciais do curso ofertado pelo Sesi, em parceria com o Senai”, assinala a coordenadora de Educação Básica e Continuada do Sesi, Cíntia Silva.

A gestora destaca ainda que o curso pode ser realizado em até um ano (12 meses), pelo qual nos dois primeiros meses o aluno cumpre carga horária presencial de 3 horas semanais. “Nos 10 meses seguintes, o estudantes cumprirá 80% da carga horaria na plataforma de Ensino a Distância (EaD) e os outros 20% com encontros presenciais, tira dúvidas e provas presenciais”.

De acordo com ela, a nova metodologia para a Educação de Jovens e Adultos reduziu a grade horária com base nos conhecimentos prévios de cada aluno e tem um currículo mais conectado à realidade profissional. Com isso, a instituição pretende combater um dos grandes problemas da modalidade: a evasão escolar, que chega a 90% na rede pública.

O método, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação, tem entre as grandes inovações a identificação, validação e certificação das competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho dos alunos. “O reconhecimento de saberes envolve uma série de procedimentos realizados com a participação de especialistas de cada área do conhecimento – linguagens e códigos, matemática, ciências humanas e ciências da natureza”, concluí Cíntia.

Documentos

Para a comunidade em geral, os documentos necessários para efetuar a matrícula são: último comprovante de endereço, RG, CPF e o Histórico Escolar do Ensino Fundamental completo (originais). Se o aluno optar pela CNH, deverá apresentar junto com a certidão de nascimento ou casamento.

Já para os trabalhadores da indústria, além destes documentos, são necessários carteira de trabalho (cópias das páginas da foto, número do PIS, qualificação civil), contrato de trabalho atual e o Número de Identificação do Trabalhador (NIT).

Unidades

Cáceres – Rua da Maravilha, 1.595, Cavalhada. Tel. (65) 3223- 40 33 ou 3223-6442
Rondonópolis - Av. Presidente Médice, 4.391, Vila Birigui. Tel. (66) 3302-0030 ou 2101-5060.

Sinop – Travessa Manacás, 45, Centro. Tel. (66) 3531-3611

Várzea Grande – Av. Dom Orlando Chaves, 1.086, Ponte Nova. Tel. (65) 2128-2056.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SESI-MT - ​​Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555